fbpx
Autoconhecimento

Lição #4 de 7: Descubra os 05 maiores entraves que impedem as pessoas de viverem com Autoconfiança e Abundância.

Você sabe o que é protelação? Com certeza não, né?

Não faz muito tempo, assisti um quadro no Fantástico que tinha como pano de fundo o leito de morte. Trágico não? Espere um pouco, a moral era justamente demostrar que muitas pessoas naquele momento desejariam ter passado mais tempo com a família ao invés de estar no escritório ou assistindo televisão.

 

O hábito da protelação, que significa adiamento, retardamento ou postergação, já se tornou tão corriqueiro que é tido hoje como um procedimento dentro da normalidade para inúmeras pessoas. Daí que elas passam muito tempo no escritório justamente por demorarem a entrar em ação. O velho hábito de deixar sempre para depois faz com que ela gaste mais tempo no trabalho, tenha que trabalhar até mais tarde ou realizar muito mais reuniões improdutivas, preferindo ficar buscando culpados do que admitir que realmente não deu a importância devida para a tarefa quando se fez necessário.

 

E o que vem em seguida?  Vamos lá… hora de levar trabalho para casa. Só que ao chegar em casa em função  do dia estressante – agora entenda que a energia gerada envolta à protelação consome tanto você e traz tantas e diferentes dores – que tudo o que você precisa neste momento é um pouco de relaxamento e ficar na “caixinha do nada”. E o que você faz ? Passa horas em frente à televisão!

 

E no outro dia, vai para o trabalho com a energia da protelação, até porque o filme estava tão interessante que você não teve tempo para terminar aquele trabalho.

 

O mundo está repleto de pessoas insatisfeitas com os próprios resultados, que, ainda assim, continuam a fazer as mesmas coisas, a ter os mesmos pensamentos, a dizer as mesmas palavras, a tomar as mesmas atitudes todos os dias, mas se surpreendem por continuar a obter os mesmos efeitos negativos.

 

O que vem custando a você, o hábito de deixar sempre para depois?

 

Uma regra de ouro da Jornada da Autoconfiança é: se você quiser alcançar as suas maiores aspirações e superar os seus maiores desafios, realizar os seus mais ferozes sonhos, você precisa entrar em AÇÃO. É assim que na Jornada instrumentalizamos todos os participantes a romperem suas barreiras e realizarem mais, se colocando em movimento.

 

O que muitas pessoas não sabem e nem se quer sonham, é que são as pequenas coisas deixadas para depois e o acúmulo desta ação que vai pouco a pouco levando a autoconfiança à bancarrota. E uma vez que você perde a autoconfiança perde a mola propulsora dos resultados satisfatórios.

 

Muitas pessoas não pensam desta maneira, não de forma consciente. Hoje em dia um grande número de pessoas é dominado por uma sensação de medo. Claro que tudo é muito velado. Imagine, ninguém em sã consciência vai chegar no trabalho verbalizando: “quer saber? Hoje estou com medo!” ou vai virar para o seu cônjuge e dizer: “estou temeroso com relação ao futuro”. O fato é que cada vez mais existem pessoas vulneráveis. Essa vulnerabilidade leva as pessoas a buscarem a zona de conforto, o tédio, a frustração… levam a uma vida sem propósito.

 

Onde quer que você encontre um problema, você vai encontrar o dedo acusatório da culpa. As pessoas estão viciadas em bancar a vítima. É muito mais fácil apontar o dedo para fora do que assumir o AUTOCONTROLE de sua vida. Assumir as rédeas e realmente fazer o que precisa ser feito, no momento que precisa ser feito. Quando nos permitimos acreditar que somos vítimas das nossas circunstâncias e cedemos ao problema da protelação, nos acomodamos à resignação e  à estagnação. “Sou um ‘fracassado’, e não há nada que eu possa fazer a respeito”. Muitas pessoas brilhantes e talentosas pensam assim e sofrem o grande leque que se segue de desânimo, protelação e depressão.

 

Você precisa aprender a identificar e a eliminar as coisas que estão consumindo a sua energia. A energia necessária para perseguir seus sonhos, se relacionar com os outros e buscar o bem estar físico e emocional. Para quem vive deixando para depois, essa energia que já está limitada, muitas vezes desaparece por completo.  Toda ação representa um acúmulo de energia e o que você não sabe é que a ausência de ação consome muito mais energia. O escritório desorganizado que você pretendia arrumar e deixou para depois, inconscientemente você vai recebendo as cobranças destes pequenos atos protelados, desviando sua atenção e isso vai roubando sua energia. Uma roupa que precisa ser consertada. Aquela fechadura que você não trocou. O médico que você não visitou. Aquela conversa que você deixou para depois. Lembrar que você já deveria ter trocado o óleo do seu carro e ainda não o fez, rouba a sua energia. Todas essas pequenas coisas minam pouco a pouco suas forças.

 

E as coisas mais importantes ? Uma mãe idosa que mora longe e você nunca liga é motivo de uma preocupação constante. Os problemas financeiros que você não enfrenta acabam tirando o seu sono no dia a dia. Ou o problema de saúde que você adia até se tornar sério e inevitável.

 

Essas são pequenas protelações que levam você ao limite da exaustão, sem ânimo e sem alegria de viver. Todos os itens da sua lista mental de “tenho que”, as ações que você adia, geram sentimento de culpa consumindo sua vida e o resultado é que você não só protela como não atinge nenhuma de suas mais importantes metas na vida.

 

Aqui não basta ter só o conhecimento. Também não basta agora  simplesmente tentar fazer tudo o que você não fez durante o dia. Se fosse simples assim tomar consciência e entrar em ação, esse não seria um mal que assola a vida moderna. É preciso descer um pouco mais, ir a níveis mais profundos para a mudança.

 

Quando as pessoas precisam realizar algo e não o fazem são consumidas por uma energia envolta a uma sensação de frustração que chega a paralisar toda e qualquer ação.   A grande verdade é que por trás de toda protelação existe uma crença negativa.

 

Daí, chegamos ao terceiro entrave: uma crença negativa, que chamamos de crença limitante. Talvez você não perceba, ou não se dê conta, mas o que você acredita sobre você que te trava pode lhe trazer grandes complicações na vida pessoal, nos seus relacionamentos e também na sua vida profissional.  Mas de onde veio mesmo essa crença?

 

É sobre isso que vamos falar no próximo post.

Até lá

Ariovaldo Ribeiro

Anterior Próximo

Você pode gostar também

Seja o primeiro a Comentar

Comente